Celso Garcia e Conselheiro Carrão,esquecidas na ZL

Celso Garcia e Conselheiro Carrão,esquecidas na ZONA LESTE

Mais uma vez,a Gazeta do Tatuapé e Gazeta da Zona Leste atendendo aos pedidos de entidades de bairro e moradores da região,aponta em matérias nesta semana de março de 2011,os problemas destas importantes avenidas qua ligam o centro da cidade até o bairro da Penha e do Tatuapé até a Vila Formosa,respectivamente.

Veja matérias abaixo ou acesse o site deste excelente jornal da região leste de São Paulo.

http://www.gazetanet.com.br/  

Sérgio Murilo Mendes

(Edição de 13 a 19 de março de 2011)

Celso Garcia: moradores cobram projeto

 

Durante muitos anos, o crescimento do Parque São Jorge esteve ligado à pujança comercial da Avenida Celso Garcia. De acordo com os moradores da região, com a deterioração da avenida, o local tornou-se cada vez mais inseguro para os habitantes e donos de comércios. Diante disto, há pelo menos cinco anos, presidentes de associações e de entidades do bairro clamam por mudanças profundas e investimento governamental na Celso Garcia. para esta avenida, trazem insegurança a seus moradores e comerciantes.

CONQUISTAS

Fernando Villar Felix, presidente da Associação dos Moradores do Parque São Jorge e Rogério Martins, presidente do Conseg da região, disseram que alguns pequenos êxitos foram conquistados, tais como: a permissão para estacionamento de veículos em alguma áreas, fora do horário de pico; troca do calçamento entorno do Hospital Municipal, revitalização da Praça Professor Aparecido, maior atenção da subprefeitura quanto a limpeza e desentupimento de bocas de lobo, e conscientização e participação da comunidade no debate.

RESPOSTAS CONCRETAS

Para eles, isto não é o bastante. “Reivindicamos ações governamentais, embora mais complexas e definitivas. A avenida não suporta tanto descaso. A comunidade aguarda respostas concretas, não paliativas”, cobram os presidentes.

Conforme a moradora Claudia Donegá, a falta de projetos ou o excesso deles, sem um fim específico, têm causado insegurança e impossibilitado a revitalização da região. “A incerteza, provocada por anos de inação governamental, alimenta a incredulidade da população”, reclama. Cláudia ressalta que as gestões municipais sucedem-se e esta importante avenida é tratada com desdém nos momentos antecedentes às eleições, para em seguida ser devolvida ao aviltamento.

 

DESENVOLVIMENTO

Felix revelou não acreditar que o desenvolvimento da Zona Leste possa ser projetado postergando-se a revitalização da Avenida Celso Garcia. “Defendemos a construção da linha de metrô que passaria sob a avenida, como forma de consolidação do desenvolvimento da região, por tratar-se de um projeto abrangente e definitivo para o transporte urbano”, aposta. Há cerca de um ano, Prefeitura e Estado propuseram estudos de projetos de corredor de ônibus e de monotrilho, mas os dois não saíram do papel.

REESTUDO DAS LEIS

Pedimos a análise profunda e sincera deste projeto, bem como um reestudo das leis de zoneamento para o entorno da avenida, possibilitando um maior interesse imobiliário e comercial por parte dos possíveis investidores.

Para o presidente da associação de moradores, não foi à toa que muitas pessoas participaram das discussões relacionadas ao Orçamento Municipal de 2011. Durante os debates, elas apontaram a necessidade de ampliação das galerias de captação de águas. Ao mesmo tempo, pediram a atenção dos vereadores sobre o aprofundamento do debate do tema, no entanto, até agora, não obtiveram nada de concreto.

Av. Conselheiro Carrão parou no tempo

 

A Avenida Conselheiro Carrão tem um dos piores trânsitos da Zona Leste. Importante via de ligação entre bairros, como Vila Carrão, Vila Formosa e Tatuapé, a avenida demonstra a saturação do tráfego que já existe em outras artérias da cidade, como as avenidas Radial Leste e Aricanduva, por exemplo. Abandonada pelos projetos de remodelação ou modernização, a Conselheiro Carrão é refém da falta de investimentos em transporte coletivo, na organização da carga e descarga de produtos e na circulação dos pedestres pelo comércio, um dos pontos fortes da via.

AVENIDA ESTREITA

Como uma das responsáveis pela absorção de parte do trânsito de ônibus e caminhões que circulam pela Avenida Rio das Pedras, a Conselheiro Carrão se torna estreita em vários trechos. Isto porque, além dos veículos maiores, ela recebe veículos de passeio e motos de todos estes bairros. Sem contar que a falta de fiscalização também permite carros estacionados dos dois lados da avenida, atrapalhando ainda mais o tráfego.

TRANSPORTE COLETIVO

O estudante Carlos Roberto da Silva reclama do descaso da Prefeitura com relação ao transporte coletivo. “O que adianta ficarmos parados no trânsito junto com os carros? É obrigação do governo pensar na melhor qualidade de vida dos trabalhadores”, determina Silva. O estudante cita, também, o problema das quedas de energia na rede dos trólebus como outra questão antiga e que deveria ser observada por especialistas da São Paulo Transportes.

ESTRANGULAMENTO

As ruas paralelas e transversais à Avenida Conselheiro Carrão também continuam colaborando cada vez mais para o estrangulamento do trânsito. A todo o momento, veículos de todos os tamanhos tentam entrar na avenida, nos dois sentidos, ou atravessá-la. Porém, nos horários de pico, essa transposição fica quase impossível e exige muita paciência dos motoristas.

PROJETO

Para tentar reverter o quadro, o engenheiro Vagner Landi e os arquitetos da Destac,entregaram, em 2008, à Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, um Projeto de Revitalização da Avenida Conselheiro Carrão.

De acordo com a proposta, a revitalização irá atrair grandes empreendimentos para a avenida, além de melhorar a acessibilidade e o fluxo de veículos e pedestres. O plano também pretende padronizar as calçadas por toda a extensão da via, criando, inclusive, faixas de travessia com piso elevado e destacado.

MAIS PISTAS

Os especialistas propõem a criação de duas pistas desde a Rua Atucuri até o Viaduto Antônio Abdo. Em toda a avenida, os ônibus teriam uma faixa exclusiva na lateral da avenida com 3,60 metros de largura, enquanto os automóveis e utilitários transitariam pelas pistas centrais. O estacionamento de carros seria proibido ao longo da Conselheiro Carrão, buscando uma maior fluidez no trânsito.

IMÓVEIS PRECÁRIOS

Para análise da secretaria, os técnicos ainda anexaram várias fotos ao documento mostrando trechos da avenida em que os imóveis estão fechados ou degradados, além do estreitamento das pistas em outros pontos. Por fim, o projeto conclui que 60% dos imóveis estão em estado precário, enquanto outros 30% direcionados ao comércio estão para alugar. Somente 10% dos estabelecimentos estão em bom estado.

Matéria publicada abaixo,na Gazeta Penhense,outro importante jornal da região leste de São Paulo.

Apresentado Projeto que Revitaliza Av. Conselheiro Carrão

 Aconteceu na Distrital Tatuapé da Associação Comercial de São Paulo, dia 29/07/08, Apresentação do Projeto de Revitalização da Avenida Conselheiro Carrão, pelo Engenheiro Vagner Landi e os arquitetos da Destac, com a presença de autoridades, Vicente de Paula Marques – Subprefeito de Aricanduva/Carrão/Vila Formosa, Vereador Gilson Barreto, comerciantes e lideranças de toda região.

A abertura do evento foi feita pelo Diretor Superintendente da Distrital Tatuapé, Dr. José Garris Del Valle, que acompanhou em auditório totalmente lotado os trabalhos desenvolvidos pela Casa.

O “Projeto de Revitalização da Avenida Conselheiro Carrão” foi enviado em 16 de junho para a Coordenadoria de Projetos e Obras da Secretaria de Infra-Estrutura Urbana (Siurb). De iniciativa do subprefeito do Aricanduva/Formosa/Carrão, Vicente Marques, a proposta pretende modernizar a via numa extensão de 3.270 metros, desde o Viaduto Antonio Abdo até a Avenida Dezenove de Janeiro.

Por se tratar de um importante eixo de ligação entre os bairros, o trecho remodelado não só atrairá grandes empreendimentos, comerciais e residenciais, como servirá de válvula de escape para o trânsito da região. Junto a estas modificações, as calçadas terão um novo padrão que, apesar de adotar o concreto estampado, reduz os passeios para três metros de largura dos dois lados da avenida. O projeto também prevê a retirada dos canteiros centrais e a proibição do estacionamento nas laterais da pista. A intenção, segundo Landi, é melhorar o trânsito de ônibus e carros no local. “Essa redução das calçadas e a retirada das baias centrais possibilitam criar faixas exclusivas de ônibus dos dois lados e mais quatro faixas para carros nos dois sentidos”, afirma o urbanista.

DESAPROPRIAÇÕES

O plano elaborado pelos técnicos também destaca a desapropriação de imóveis numa área de 8.927,72 metros quadrados, que corresponde às proximidades da Rua Valentin Xavier até o Viaduto Antonio Abdo. A decisão dos urbanistas teve como base um laudo de cadastro de imóveis da Conselheiro Carrão apontando que 60% das construções estão degradadas, 30% dos estabelecimentos estão fechados ou para alugar e 10% permanecem em bom estado.

De acordo com Landi, a pista plana também favorece a construção de plataformas elevadas que servirão de redutores de velocidade e também para a travessia de pedestres, pois estarão no mesmo nível da calçada. “Projetadas em piso antiderrapante e cor diferenciada, elas vão beneficiar idosos e portadores de necessidades especiais”, indica um dos responsáveis pela proposta. Com relação ao paisagismo, o plano propõe o plantio de árvores protegidas por grelhas presas à calçada e a instalação de mesa com cadeiras em alguns pontos. “Após as desapropriações e a eliminação das curvas da avenida, ela se tornará uma das mais belas e funcionais da cidade. Será o fim do trânsito congestionado e das conversões perigosas”.

 Redação – 1885 – 05/08/2008

Agradecimento:

O urbanista Vagner Landi e equipe,agradecem ao ex-subprefeito Vicente Marques pelo incentivo e a preocupação quando estava no posto na subprefeitura com a região e sua visão para o futuro.

Sobre engvagnerlandi

Engenheiro Civil , formado Pela Faculdade de Engenharia São Paulo na capital paulistana , Especialista em Uso e Ocupação do Solo , Plano Diretor e Aprovações de Projetos e Licenciamentos na Grande São Paulo. Tem o Urbanismo como convicção , sempre defendendo uma Melhor Qualidade de Vida para os bairros de SAMPA
Esse post foi publicado em POLITICA URBANA, Uncategorized e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

16 respostas para Celso Garcia e Conselheiro Carrão,esquecidas na ZL

  1. Diego Lisboa disse:

    Poderia fazer a engenheiro pegado como avenida com mão única sentido bairro como alternativa, após a av Taubaté e túneis ou viaduto por cima do cemitério dá VL formosa criando uma avenida em paralelo até o terminal São Mateus. Assim a av conselheiro Carrão seria como mão única até o viaduto que vai pra Antônio de Barros. Deve se criar um novo caminho dá marginal tiete, av Celso Garcia, radial leste, rua engenheiro pegado até o terminal são Mateus criando um novo corredor com 2 faixas para automóveis e 1 faixa para ônibus e ciclovia. Será necessário pois a vinda do metrô irá trazer metas empresas para está região.engenheiro Diego Lisboa

    Curtir

  2. Castilho disse:

    Olá, exitem imoveis invadidos, alguns de massa falida de empresas que foram extintas a decadas, proprietarios que faleceram… herdeiros sem interesse…
    Esses imoveis, são invadidos, ficam sem pitura, inves de janelas madeirites…
    Como cidadão, morador e comerciante do bairro, assim como muitos tenho interesse em melhorar esses imoveis. A algum caminho viavel para interessados zelarem por esses imoves?
    Obrigado.

    Curtir

    • Olá Castilho,
      Na minha opinião não há o que fazer e sim pode-se denunciar a PMSP para que haja vistoria no local e interdição do local,mas os Movimentos protegidos pelo atual governo municipal, ´protege estas pessoas.Este imóvel um dia poderá ir a Leilão por falta de pagamentos de Impostos ou mesmo ser desapropriado pelo poder público.
      abs
      Vagner

      Curtir

  3. Quanto ao Córrego Rapadura, é um dos últimos dos quais se pode ver o leito e aproveitar a várzea, há pontos em que ele compõe um perfeito parque, bastaria empenho da administração pública para evitar desgarga de esgotos e mantê-lo limpo. Próximo da Conselheiro, o Rapadura virou valeta açoriada por barracos e até mesmo um prédio, a prefeitura permitiu que construissem quase dentro dele.

    Curtir

  4. O Rapadura não precisa ser canalizado, precisa ser respeitado. Em vários trechos, ele já é utilizado como área de lazer. A prefeitura permitiu que em suas margens fossem construidos barracos, alguns em forma de palafitas. Em resposta à profusão de barracos, moradores obtiveram (da permissiva prefeitura) o direito de murar e sectarizar as passagens. Onde deveriam colocar pontes colocaram muros e não foi na faixa de Gaza, foi aqui em São Paulo, no emergente Tatuapé. Uma lástima! Não há um gerenciamento que prime pela ética, então cada um faz o que é melhor para si.

    Curtir

    • Olá,Silvia,
      Concordo plenamente com você,não dá para conviver com este córrego a céu aberto em pleno Tatuapé/Vila Carrão
      A atual administração também deverá empurrar com a barriga,pois os mesmos gostam de favelas,barracos e confusão.
      abs
      Vagner

      Curtir

      • E por falar em barraco e confusão, a bondosa prefeitura atual não dá a mínima para as duas caçambas que eternizaram diante da favela da Serra de Botucatu, em pleno asfalto. É muita cara de pau.

        Curtir

  5. O Córrego Rapadura foi açoriado por habitações irregulares. É um rio com volume razoável de água que se tornam fortíssimas na chuva.É um dos poucos riachos não canalizados na cidade inteira. Há pontos em que a população o trata com respeito, plantando nas margens.
    Se um prefeito quiser posar de ecologista, que gaste um dinheiro ali, pois a conservação do rio tem sido feita pelos moradores do entorno.
    Essa ação, que envolve estado e município, poderia vir a ser a semente da mudança de mentalidade. O corrego pode ser salvo e em lugar de estorvo, ser tratado como patrimônio natural. Caso o canalizem sem critério que vise preservá-lo, acabarão por destruir uma área de lazer bonita e querida dos moradores da região. Ele precisa de limpeza, o que implica na retirada de esgotos que ainda desaguam ali, e precisa de vereadores que não façam de tais palafitas, curral de eleitores.
    O Rapadura assim como outros córregos ficaria muito bem com uma ciclovia ao lado.

    Curtir

  6. Não entendi se o fato de certos imóvéis estarem deteriorados, conforme cita a matéria, ameaçaria o direito de propriedade de seus donos. Boa parte dos imóveis deterirados da Celso Garcia pertencem a especuladores que preferem que apodreçam pois vislumbram grandes lucros, ao vender grandes áreas.
    Não vejo em que a descaracterização da cidade e o excessivo adensamento ao longo das avenidas poderia contribuir com o bairro ou com a cidade.
    As pelotas de asfalto sobre a sargeta, fotografadas na Celso Garcia, estão ali há anos. Entra e sai prefeito e as pelotas apenas aumentam, além de dificultar o escoamento, elas representam o inferno dos ciclistas.
    Não li com atenção o projeto apresentado, de qualquer modo ele pretende alargar onde a Conselheiro já é larga, mantendo os dois gargalos, um ridículo desvio na Gonçalo Nunes e o estreitamento na 19 de janeiro.
    Se alguém me ouvisse, pois moro naquele inferno, entenderiam que a Conselheiro deve ser duplicada ao pé do Viaduto levando uma via no ponto em que ela se alarga, na altura da Atucuri.
    o desvio na Gonçalo Nunes forma um ângulo reto, jamais deveria ter sido cogitado. Os moradores são testemunhas de inúmeros acidentes. A Conselheiro é bem desenhada e fica vazia em virtude de um desvio que alguém resolveu fazer por alguma firula e nunca mais foi corrigido.

    Curtir

    • Olá Silvia,Feliz Ano Novo e vamos esperar que a nova administração tenha olhos para a Cons.Carrão e a Celso Garcia.
      Quanto a Celso Garcia temos uma idéia de projeto de um Túnel Subterraneo que ligaria a Celso Garcia até a Amador Bueno com apenas 1600 m terminando após o Cemitério da Penha tendo início na Ladeira da Penha,desafogando assim o Centro Historico da Penha de ônibus e automóveis.
      Quanto a Conselheiro Carrão o projeto comtempla apenas a Conselheiro até a 19 de janeiro desde o Viaduto da Antonio de Barros,com desapropriação de onze metros do lado esquerdo de quem vai do viaduto para o bairro,até o Corrego do Rapadura que é outra obra que nunca sai do papel,exatamente com sua forma de pensar .
      Obrigado pelo comentário !
      abs
      Vagner Landi

      Curtir

      • O projeto de alargamento no início da Conselheiro Carrão até o Rapadura é viável, pois nunca permitiram a construção de edifícios do lado esquerdo, naquele trecho. Seriam pouquíssimas pessoas a serem despropriadas e a vasão para a Aricanduva ficaria perfeita. Creio que ações entre amigos, da parte de vereadores, impeçam tal execução.

        Curtir

  7. ROD disse:

    Muito interessante a matéria!
    Outro projeto que deveria ser visto com urgência é a canalização daquele córrego que atravessa a Av. Conselheiro Carrão. Não sei o nome do córrego, mas se as ruas Renato Rinaldi, Rogerio Giorgi, Engenheiro Pegado, e outras paralelas, atravessassem este córrego, seria outra alternativa para os motoristas fugirem do transito caótico desta Avenida!

    Alguma providência deveria ser tomada com aquele córrego!

    Curtir

  8. Humberto disse:

    As ruas e as velhas avenidas que se transformam em locais de trafego intenso, tornan-se obsoletos, seu pavimento , calçadas, e local para estacionamento, gerando transtornos ao comercio local. O binomio ruas estreitas e calçadas largas, podem ser melhor utilizadas com a reurbanização. A criação de ilhas para estacionamento, novos calçamentos, com aproveitamento para ciclovias, retirada do velho asfalto, e iluminação com luz de fria, deveria ser adotas em toda São Paulo. Curitiba tem feito isso em algumas ruas e avenidas com muito sucesso. (http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/nova-toaldo-tulio-abre-espaco-para-bicicletas-e-caminhadas/21898). Vamos revitalizar São Paulo!

    Curtir

    • Vagner Landi disse:

      Obrigado Humbert Carlberg,pelos seus comentários em meu Blog,pois você é um colaborador para as minhas idèias de projetos,sempre defendendo a melhor qualidade de vida para os moradores dos diversos bairros sofridos da nossa capital.Você sabe que sempre me espelhei na minhas idéias em Curitiba e também sei,que para chegar ao nível de melhor qualidade de vida como Curitiba,São Paulo terá que trabalhar muito.
      Abraços a este publicitário renomado de Curitiba….
      vagner landi

      Curtir

Obrigado pela sua participação!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s