Parques Verdes em São Paulo – Endereços – Índice de área Verde por Habitantes – Index Green area per person

Parques em São Paulo

A maior cidade do país tem poucas áreas verdes para 11 milhões de habitantes e 5,2 m2/Hab contra o recomendado de 12 m2/habitante pela Organização Mundial de Saúde (OMS)

 

Eng.Urb.Vagner Landi

São Paulo, cresceu sem nunca dar respeito a um Plano Diretor,a um Código de Obras,simplesmente quebrando o galho dos contribuintes com construções irregulares e não dando a mínima para as áreas verdes e manutenção dos nossos parques.

Priorizou o asfalto e a selva de pedra, descuidou de seus mananciais,permitindo as invasões com o apoio dos políticos,vereadores e deputados em troca de votos,tão quanto a proliferação das favelas em áreas consideradas nobres,limitando as áreas verdes em nossa capital,tal qual está classificado em 117º em qualidade de vida,mundialmente,onde a primeira é Viena na Austria.

DSCN0188

“Viena” ,a capital austríaca é a melhor cidade do mundo para se viver, segundo a classificação da Mercer, consultoria privada, com 19,80 m2/Hab,seguida pela cidade suíça de Zurique .

Agora a campeã mundial em área verde por habitante é Edmonton,no Canadá com 100 m2/hab,isto não quer dizer que ter o maior índice de m2/hab é ter a melhor qualidade de vida,pois o cálculo da melhor qualidade de vida depende de vários fatores tais como descritos abaixo:

As categorias para análise das condições de vida podem ser analisadas levando-se em conta 39 fatores que podem ser agrupados em 10 categorias :

1) ambiente político e social (estabilidade política, crime, aplicação da lei)

2) ambiente econômico (regulamentação de câmbio, serviços bancários)

3) Sócio-cultural ambiente (censura, limitações de liberdade individual)

4) Saúde e saneamento (suprimentos e serviços médicos, doenças infecciosas, esgoto, coleta de lixo, poluição do ar)

5) Escolas e educação (padrão e disponibilidade de escolas internacionais)

6) Os serviços públicos e transportes (eletricidade, água, transporte público, congestionamentos)

7) Recreação (restaurantes, teatros, cinemas, esportes e lazer)

8) Os bens de consumo (disponibilidade de alimentos / consumo diário, carros)

9) Habitação (habitação, aparelhos domésticos, móveis, serviços de manutenção)

10) Ambiente Natural (registro do clima, de catástrofes naturais) As pontuações atribuídas a cada fator permitem a cidade a cidade-comparações. O resultado é um índice de qualidade de vida, que compara as diferenças relativas entre quaisquer duas localizações.

No Brasil,Goiânia possui 94 m² de áreas verdes por habitante, o primeiro lugar no ranking brasileiro ,seguidas por Vitória e Curitiba.

No Brasil,Florianópolis é a melhor qualidade de vida dentro de um Brasil que é o 38º país do mundo.

O índice mínimo de área verde por habitante recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 12 metros quadrados,onde o contraste é muito grande em relação metro quadrado de área verde por habitante,dando a Parelheiros na periferia de São Paulo,Zona Sul um índice de 197 m2/hab,enquanto Vila Prudente,Zona Leste com 0,66 m2/hab.

São Paulo,deveria ter muito mais parques do que tem hoje,pois nestes anos.Nossos políticos nunca pensaram ou lutaram para a melhor qualidade de vida de nossa população com a manutenção ou criação de mais parques verdes em São Paulo,estaguinando nossa capital , com 11 milhões de habitantes e 5,2 m2/Hab .

A seguir damos a vocês a oportunidade de conhecer nossos parques verdes com sua capacidade e endereços.(Veja.com)

ZONA SUL

Ocupação Residencial Horizontal – ORH- Mananciais de Guarapiranga e Billings e vegetal em bairros arborizados contribuem para um clima ameno,

Parque Burle Marx


Cerca de 80% do parque de 138.000 metros quadrados é formado por matas remanescentes da Mata Atlântica, com trilhas, espelho d’água, palmeiras imperiais e um bicicletário. O conjunto artístico e paisagístico foi criado por Burle Marx para compor os jardins de uma casa projetada por Oscar Niemeyer, em 1950, que nunca foi concluída ou habitada e foi demolida nos anos 1990. A maioria das espécies da fauna é composta por aves.
Onde fica: Avenida Dona Helena Pereira de Moraes, 200 – Campo Limpo
Funcionamento: 7h às 19h
Contato: (11) 3746-7631

Parque Guarapiranga


O parque, de 152.000 metros quadrados, fica junto à represa de Guarapiranga e foi criado com a função de minimizar a erosão e a sedimentação da área. Centenas de garças e aves migratórias são atraídas pelos peixes da represa nos meses de maio a julho.
Onde fica: Estrada Guarapiranga, 575 – Pq. Alves de Lima / Campo Limpo
Funcionamento: 6h às 18h
Contato: (11) 5514-6332

Parque Ibirapuera


O parque foi um presente à cidade pelos 400 anos de fundação de São Paulo, em 1954, e concebido pelos arquitetos Oscar Niemeyer, Ulhôa Cavalcanti, Zenon Lotufo, Eduardo Knesse de Mello, Ícaro de Castro Mello e pelo paisagista Augusto Teixeira Mendes. Sua localização privilegiada o faz um dos parques mais procurados pelos moradores e turistas. Com 1,584 milhão de metros quadrados, o parque possui um infraestrutura com pista de cooper, ciclofaixa, quadras esportivas, viveiro, planetário, jardim japonês, Museu de Arte Moderna (MAM), Museu Afro-Brasil, Herbário, Fundação Bienal e auditório. Também estão lá a Praça Burle Marx, a fonte luminosa, lanchonetes, restaurante, sorveteria, banca de jornal e revistas. Sua flora tem figueira, carvalho, ipês, jaqueira, pauferro, paineira e pau-brasil, entre outras espécies. A beira do lago é um bom lugar para sentar e admirar o oásis que é o parque.
Onde fica: Av. Pedro Álvares Cabral s/n – Vila Mariana
Funcionamento: 5h a 0h
Contato: (11) 5574-5177

Parque Independência


Foi na Colina do Ipiranga, junto ao Riacho do Ipiranga, que D. Pedro I declarou a independência do Brasil de Portugal em 1822. O Parque abriga o Museu Paulista e um jardim projetado em estilo francês. Toda a área é tombada pelo Condephaat e Conpresp. Atrás do museu existe um denso bosque com espécies nativas como guapuruvu, pau-ferro, sapucaia, cedro, figueira e araribá, entre outras, e árvores frutíferas, que atraem periquitos, bem-te-vis, sabiás, pardais e outros animais.
Onde fica: Av. Nazareth, s/n – Ipiranga
Funcionamento: 5h às 20h
Contato: (11) 2273-7250

Parque Santo Dias


O local possui uma área verde remanescente de mata nativa da cidade, com 134.000 metros quadrados. O parque registrou a ocorrência de mais de 50 espécies de aves, atraídas pelas árvores frutíferas, palmeiras e pinheiros.
Onde fica: Estrada de Itapecerica, km 23 – Capão Redondo
Funcionamento: 6h às 18h
Contato: (11) 5511-9356

ZONA NORTE

A Serra da Cantareira contribui em muito para a dispersão dos poluentes e área de ORH – Ocupação Residencial Horizontal beneficia esta região,

Parque Anhanguera


O parque é remanescente de uma antiga fazenda de reflorestamento adquirida pela prefeitura em 1978. Seus 9.5 milhões de metros quadrados são formados por matas ciliares, campos secos e brejos, capoeiras e uma grande quantidade de cursos d’água. Preás, gambás, veados-catingueiros, tatus, pacas, capivaras, cotias, quatis, cachorros-do-mato, ouriços, répteis e anfíbios, são alguns dos bichos que se podem ver por lá.
Onde fica: Avenida Fortunata Tadiello Natucci, 1000 (km 24,5 da Anhanguera) – Perus
Funcionamento: 6h às 18h
Contato: (11) 3917-2406

Parque Cidade Toronto


O parque leva esse nome por ter nascido de um programa de cooperação técnica entre as prefeituras de São Paulo e de Toronto, no Canadá, que recuperou a área com a implantação de espécies de árvores nativas. O local, de 109.000 metros quadrados, também conta com infraestrutura que inclui churrasqueiras, quiosques, pista de cooper, bicicletário, playground com brinquedos típicos canadenses, quadras poliesportivas, espelho d’água, nascente e lago.
Onde fica: Avenida Cardeal Motta, 84 – Pirituba
Funcionamento: 6h às18h
Contato: (11) 3834-2176

Parque São Domingos


Localizado numa área antes utilizada como campo de futebol pela população, o parque foi construído em 1980. Em seus 80.000 metros quadrados há gramados e um bosque com árvores nativas e exóticas. Segundo a Secretaria do Verde e Meio Ambiente, o parque é o maior com índice de natalidade e sobrevivência de marrecos-mallard, gansos, aves domésticas, garças, irerês e martim-pescador.
Onde fica: Rua Pedro Sernagiotti, 125 – Pirituba
Funcionamento: 6h às 18h (no verão, 6h às 19h)
Contato: (11) 3831-7083

Parque Vila Guilherme


Os 62.000 metros quadrados do parque abrigam eucaliptos, ipês, sibipirunas, quaresmeiras, chorões, ligustros, alfeneiro, eritrina, resedá, um conjunto de ingás e palmeiras, além de herbáceas ornamentais e gramíneas. Seu gramado atrai aves de campo aberto, como sabiá-do-campo, coruja-buraqueira, galo-da-campina, andorinha e joão-de-barro. O local conta com churrasqueiras, aparelho de ginástica, pista de cooper, playgrounds, quadras poliesportivas e trilhas sensoriais para deficientes visuais.
Onde fica: Rua São Quirino, 905 – Vila Guilherme
Funcionamento: 5h30 às 18h (no verão, 5h30 às 20h)
Contato: (11) 2905-0165

CENTRO E ZONA OESTE

As ilhas de calor no centro da cidade devido ao alto índice de edificações verticais assim como na Zona Oeste devido aos galpões de áreas industriais e depósitos como na Vila Leopoldina,Barra Funda e Lapa,com a falta de vegetação,

Parque Aclimação

Com 112.200 metros quadrados, o parque que leva o nome do bairro confere um charme especial à região. Seu extenso eucaliptal é tombado pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp). Além dos eucaliptos, o parque também tem espécies exóticas de plantas e árvores como o chorão, figueira-benjamim, copaíba, embiruçu e jequitibá-rosa. Patos, gansos, aves aquáticas, aves migratórias, peixes e outros animais também compõem o cenário do parque, que ainda tem um lago, um jardim japonês com espelho d’água, área para piquenique, pista de cooper e uma concha acústica utilizada para shows.
Onde fica: Rua Muniz de Souza, 1119 – Aclimação
Funcionamento: 6h às 20h
Contato: (11) 3208-4042

Parque Alfredo Volpi


Seus 142.400 metros quadrados homenageiam o pintor ítalo-brasileiro considerado um dos artistas mais importantes da segunda geração do modernismo. É possível caminhar e correr nas pistas de cooper, na trilha que dá acesso à mata, utilizar o playground e seus aparelhos de ginástica. O parque é perfeito para observar espécies diferentes de pica-paus, beija-flores, gaviões e corujas. As carpas e tilápias dos lagos do parque são um atrativo para as aves migratórias como o irerê, a garça-branca e a garça-grande, e também aves ornamentais como gansos e marrecos. Também é possível contemplar outros bichos como a preguiça, os saguis, os caxinguelês e os gambás, além dos pequenos lagartos e cobras não venenosas.
Onde fica: Rua Engenheiro Oscar Americano, 480 – Morumbi
Funcionamento: 6h às 18h
Contato: (11) 3031-7052

Parque do Povo

O parque foi inaugurado em 2008 e tem 134.000 metros quadrados de área. Ainda vai demorar um pouco para as mudas de árvores crecerem e dar sombra, mas já é possível aproveitá-lo.
Onde fica: Avenida das Nações Unidas – Chácara Itaim
Contato: (11) 3329-8291

Parque Previdência

Uma trilha dá acesso à vegetação remanescente de Mata Atlântica, dando oportunidade ao visitante de observar espécies de árvores originais, como o jequitibá, cedro, cangerana, jacarandá-paulista, embaúba, pau-jacaré e tapiá-guaçú. São 91.500 metros quadrados de área em que ainda é possível aproveitar o campo de bocha, o playground, o viveiro de animais, o orquidário e o Museu de Meio Ambiente.
Onde fica: Rua Pedro Peccinini, 88 – Jardim Ademar
Funcionamento: 6h às 18h
Contato: (11) 3721-8951

Parque Raposo Tavares


O parque foi construído sobre um antigo aterro sanitário e por isso sua vegetação não é muito significativa, sendo formada basicamente por áreas ajardinadas, arbustos, herbáceas ornamentais, gramíneas, bosques baixos e leguminosas. O parque tem 195.000 metros quadrados e possui pista de cooper, quadras poliesportivas, quadras de campo e aparelhos de ginástica.
Onde fica: Rua Telmo Coelho Filho, 200 – Vila Albano
Funcionamento: 7h às 18h
Contato: (11) 3735-1372

ZONA LESTE

A Zona Leste apresenta uma grande área impermeabilizada com pouco verde,detentora das maiores enchentes em épocas de chuvas,sendo uma região de grande desequilíbrio ambiental,

Parque Chácara das Flores


Uma área de pouco mais de 41.000 metros quadrados que pertencia originariamente a uma antiga fazenda, com algumas edificações ainda mantidas. O parque tem um galpão coberto que é utilizado para jogos, uma quadra poliesportiva, playground, e aparelhos de ginástica.
Onde fica: Estrada Dom João Nery, 3551 – Guaianazes
Funcionamento: 6h às 18h

Parque Chico Mendes

O parque de 61.600 metros quadrados está localizado em uma das regiões mais carentes de verde da cidade. O terreno pertencia à Chácara Figueira Grande, em São Miguel Paulista. Sua infraestrutura conta com casarão para reuniões e exposições, churrasqueiras, quiosques, quadras poliesportivas, pista de cooper, playgrounds, trilha, nascentes, córrego e lago. Alguns animais podem ser visto no parque, tais como corujinha-do-mato, gavião-carijó, sabiá-laranjeira, joão-de-barro e gambá-de-orelha-preta, além de preás, frangos-d’água, tilápias, saguis-de-tufo-branco e aves domésticas, como marrecos, patos e gansos.
Onde fica: Rua Cembira, 1201 – Vila Curuçá Velho
Funcionamento: 7h às 18h

Parque do Carmo


Um pedaço da Mata Atlântica forma esse gigantesco parque de 1,5 milhão de metros quadrados com lagos, ciclovia, pista de cooper, anfiteatro para shows e cerca de 80 churrasqueiras. Um viveiro serve de berçário de mudas de árvores para serem plantadas pela cidade. É possível ver mergulhões, pica-paus, andorinhas e sabiás e outros bichos como gambás, preguiça-de-três-dedos, macacos e veados-catingueiros. O parque também é palco todos os anos da celebração da florada das cerejeiras, organizado pela comunidade japonesa.
Onde fica: Av. Afonso de Sampaio e Souza, 951 – Itaquera
Funcionamento: 6h às 18h
Contato: (11) 2748-0010 e (11) 2746-5001

Parque Piqueri


Uma antiga chácara deu origem ao parque, idealizado pelo Conde Francisco Matarazzo. O local serve de abrigo para algumas aves migratórias e diversar espécies de pássaros, peixes e répteis. Eucaliptos, sibipirunas, palmeiras, paineiras e bambus são alguns exemplos da flora encontrada no local, formado por canteiros com espécies arbustivas e herbáceas ornamentais, bosques implantados, alamedas e gramados.
Onde fica: Rua do Tuiuti, 515 – Tatuapé
Funcionamento: 6h às 18h
Contato: (11) 6197-2213

Espero ter contribuído para que vocês conheçam nossos parques e colaborem criticando ou dando novas idéias para melhorarmos nossos parques em manutenção preventiva e criação de novas praças e parques amplos ou lineares,aumentando quem sabe,nosso m2/hab e elevando nossa Melhor qualidade de Vida,o que mais defendemos em nosso Blog.

Abaixo tabela da Cobertura Vegetal por Subprefeituras ( em % )que são 31 na cidade de São Paulo,

1 – Aricanduva/Vila Formosa – 8,05%       2 – Butantã – 36,92%  3 – Campo Limpo – 18,77%

4 – Capela do Socorro – 42,75%    5 – Casa Verde / Cachoeirinha – 10,01%

6 – Cidade Ademar – 23,9 %     7 – Cid. Tiradentes  – 31,74%   8 – Ermel. Matarazzo – 11,97%

9 – Freguesia do Ó/V.Brasilandia – 8,46%   10 – Guaianases – 18,72%

11 – Ipiranga – 18,63%    12 – Itaim Paulista – 9,49%   13- Itaquera  – 39,7 %

14 – Jabaquara – 4,51%   15 – Jaçanã/Tremembé – 24,3%  16 – Lapa – 13,66%

17 M’Boi Mirim – 35,18%  18 – Moóca – 3,85%   19 – Parelheiros – 86,44%

20 – Penha – 18,6 %   21 – Perus – 73,92%    22- Pinheiros – 19,31%

23 – Pirituba/Jaraguá – 41,75%   24 – Santana/Tucuruvi – 19,26%

25 – Santo Amaro – 21,74%    26 – São Mateus – 41,59%   27 – S.Miguel – 13,31%

28 – Sé – 7,26%    29 – V.Maria/V.Guilherme – 5,74%

30 – Vila Mariana – 13,0%    31 – Vila Prudente – 6,67%

Fonte:Secretaria de Coordenação das Subprefeituras e Secretaria do Verde e Meio Ambiente da Cidade de São Paulo

Deixe seu comentário abaixo,clicando em deixar um comentário,que publicaremos a seguir e responderemos o mais breve possível.

Obrigado !

Sobre engvagnerlandi

Engenheiro Civil , formado Pela Faculdade de Engenharia São Paulo na capital paulistana , Especialista em Uso e Ocupação do Solo , Plano Diretor e Aprovações de Projetos e Licenciamentos na Grande São Paulo. Tem o Urbanismo como convicção , sempre defendendo uma Melhor Qualidade de Vida para os bairros de SAMPA
Esse post foi publicado em POLITICA URBANA, Uncategorized e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Obrigado pela sua participação!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s