CDHU – Habitação Popular – Engenheiro Urbanista acompanha UOL em matéria

CDHU – Habitação Popular – Engenheiro Urbanista acompanha UOL em matéria

Veja na íntegra a excelente matéria realizada pelo jornalista,

Guilherme Balza
do UOL, em São Paulo-Capital;

Governo de São Paulo entrega imóveis “alagados”, sem Habite-se e com riscos aos moradores

http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/04/17/governo-de-sp-entrega-imoveis-alagados-sem-habite-se-e-com-riscos-aos-moradores.htm

Veja abaixo -ÁLBUM DE FOTOS: Defeitos em prédios da CDHU em SP

http://noticias.uol.com.br/album/2012/04/16/defeitos-em-predios-da-cdhu-em-sp.htm

Defeitos atingem unidades da CDHU em todo o Estado de São Paulo

http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/04/17/defeitos-atingem-unidades-da-cdhu-em-todo-o-estado-de-sao-paulo.htm

CDHU SE DEFENDE POR OUTRO LADO:

CDHU nega uso de material de má qualidade em casas populares e diz que corrigirá defeitos

http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/04/17/cdhu-nega-uso-de-material-de-ma-qualidade-em-casas-populares-e-diz-que-corrigira-defeitos.htm

OPINIÃO:

Na opinião do engenheiro urbanista Vagner Landi.

A  população na capital paulistana aumenta a cada dia e  hoje chega ao patamar de ser a sexta maior cidade do planeta com aproximadamente 11,5 milhões de habitantes,tem 5,7% da população total do Brasil.

Região Metropolitana, com 19 223 897 habitantes, é a quarta maior aglomeração urbana do mundo.

A precariedade que vive cerca de três milhões de pessoas em SP ,tem tornado  o déficit da Habitação Popular na cidade de São Paulo negativo ao ponto de 700 mil novas moradias deverão ser construídas na capital paulistana até 2014, previsto pela PEC-Proposta de Emenda Constitucional 285.

Vejam os dados abaixo:

– 390 mil famílias sem habitação

– 92 mil moram em áreas de risco

– 60% estão em praças ou parques públicos

– 700 mil novas moradias devem ser construídas na capital paulistana até 201- 670 mil cortiços carecem de reforma

As habitações populares em Zonas de Interesse Social têm que serem intensificadas e proporcionar uma vida mais digna para os menos favorecidos, mas para isto não é só construir Habitações Populares e entregar apenas os prédios simplesmente e sim dentro do complexo ter uma escola ou creche, posto de saúde e ambulatório, pequenos espaços comerciais, estacionamentos, para dar uma vida digna a estes pais ou mães de famílias que merecem muito nosso respeito. Não fazendo como se deve, estes condomínios viram novamente favelas de maneira vertical.

PEC da Moradia Digna

A PEC 285, da forma como foi aprovada pela Comissão Especial da Câmara, prevê a destinação de 2% das receitas com impostos federais e 1% da arrecadação dos estados e municípios à habitação de interesse social, pelo prazo de 20 anos.

Déficit da Habitação Popular na cidade de São Paulo :

– 700 mil novas moradias devem ser construídas na capital paulistana até 2014, previsto pela PEC-Proposta de Emenda Constitucional 285.

Outro fator que o engenheiro defende a anos são as Operações Urbanas previstas no Plano Diretor,que são projetos elaborados pelo Executivo e que nelas contemplam 20% dos investimentos pela iniciativa privada em parceria com a prefeitura em habitações populares de interesse social.

Varias Operações Urbanas estão previstas para a capital paulistana e outras devem ser criadas na próxima Revisão do Plano Diretor que deverá ser colocada em pauta com o comando do próximo prefeito de São Paulo em 2013.

Acompanhando a reportagem do UOL,que foi publicada em 17-04-2012,fiquei extremamente aborrecido e até emocionado em ver o sonho de certas pessoas por água abaixo,ou melhor dizendo dentro da água em seus próprios apartamentos que não vieram de graça,não…! pois pagam sua prestação mensal para um dia ter sua escritura definitiva.

As irregularidades são vistas ao olho nu e as que não dão para ver estão dentro das paredes,tanto na parte hidráulica como na elétrica,com vazamentos aflorando nas paredes e pisos e iluminação precária por defeitos em instalações elétricas.

O fato é que certas vistorias em casos de reclamações,deveriam ser feitas com relatórios das construtoras que ergueram estes edifícios,dentro do prazo de garantia de cinco anos por lei e entregues ao governo do estado ou prefeituras que pagaram a estas construtoras as obras realizadas e caso não for reparado,não abrir mais concorrências para estes CNPJ e aos CPF dos donos das construtoras que podem aparecer em outros contratos,com mudança do nome na Construtora.

O governo tem que mudar o sistema administrativo,pois os descasos que certos funcionários tanto do CDHU e das construtoras em relação a estas pessoas simples que vão até os órgãos reclamar é total e os mesmos tem que conviver em morar numa situação sub-humana como mostrou a matéria do UOL,a qual acompanhei com convidado técnico.

Porque os problemas acontecem ?….e geralmente são os mesmos defeitos em todos os edifícios reclamantes !

– Durante a construção destes edifícios a sujeira reina em certas construtoras sem a varrição de detritos durante a execução de alvenaria juntamente com tubulação hidráulica,ficando canos abertos de esgotos,deixando cair sujeiras,pequenas pedras ou restos de entulho em tubulação seca,chegando ao cotovelo,geralmente entre o piso do primeiro andar e térreo,obstruindo a passagem final das águas de esgoto para a caixa de distribuição no pavimento térreo.

Quando os moradores começam a mudar e usar estas tubulações que já foram entregues sem devida regra de tapar toda tubulação aberta durante a obra até o fechamento com ralos e afins,as águas de máquina de lavar roupas,tanques,torneiras vão levando pequenos detritos e colidem com a tubulação já comprometida e após meses ou até um ano depois entra em colapso entupindo a tubulação totalmente,fazendo com que estas águas voltem para os apartamentos superiores dando retorno pelos ralos.

O problema é que os moradores reclamam e nada se faz,onde está o serviço de relatório técnico e supervisão da CDHU pós obras durante a garantia prevista em lei de cinco anos para as construtoras.As falhas estão cada vez aumentando e a precariedade com que as construtoras entregam estas habitações populares em troca de votos políticos,podem reverter a situação ao longo do tempo e estes prédios se tornarem favelas verticais.

Os problemas são sérios e governo municipal,estadual e federal tem que mudar o sistema de vistorias técnicas e consertar os problemas e descredenciar certas construtoras que querem entregar as obras em prazo recorde para receber em contrapartida o mais rápido possível e deixar os moradores a ver navios,isto não está certo !

Deixe seu comentário,clicando no ícone logo abaixo que o mesmo será publicado e respondido por nossa equipe.

Obrigado !

Sobre engvagnerlandi

Engenheiro Civil , formado Pela Faculdade de Engenharia São Paulo na capital paulistana , Especialista em Uso e Ocupação do Solo , Plano Diretor e Aprovações de Projetos e Licenciamentos na Grande São Paulo. Tem o Urbanismo como convicção , sempre defendendo uma Melhor Qualidade de Vida para os bairros de SAMPA
Esse post foi publicado em POLITICA URBANA, Uncategorized e marcado , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para CDHU – Habitação Popular – Engenheiro Urbanista acompanha UOL em matéria

  1. Pingback: Habitacoes Populares em São Paulo – Zonas Especiais de Interesse Social – Um caos para a cidade de São Paulo – Housing deficit in the city of São Paulo | Engº Vagner Landi – Blog Urban Policy and Quality of Life

  2. Pingback: Câmara Municipal de São Paulo – Habitações de Interesse Social – Lei de Uso do Solo – Housing Social Interest – São Paulo -住宅社会的関心 – サンパウロ | Engº Vagner Landi – Blog Urban Policy and Quality of

  3. Pingback: Câmara Municipal de São Paulo – Habitações de Interesse Social – Lei de Uso do Solo – Housing Social Interest – São Paulo -住宅社会的関心 – サンパウロ | Eng. Urbanista Vagner Landi

  4. solange dias disse:

    oi sou uma pessoa que esta sendo desapropriada duas vezes por estas obras o que fazer

    Curtir

  5. Pingback: CDHU-Valorização dos imóveis populares em São Paulo,com Gabriele França do SBT | Eng. Urbanista Vagner Landi

Obrigado pela sua participação!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s