Capital Verde da Europa 2018-Nijmegen ( Holanda )-Green Capital of Europe

A cidade de Nijmegen  na Holanda, foi eleita Capital Verde da Europa 2018

download-3fixedw_large_4x

DSCN1562_262Opinião Eng.Urb.Vagner Landi

Como é bom acompanhar o esforço dessas cidades europeias que procuram apresentar uma visão ambiental bem clara para seus habitantes, retribuindo em Qualidade de Vida os impostos recolhidos aos cofres públicos. A participação da sociedade com educação e respeito aos patrimônios públicos , ao ambiente urbano , mobilidade urbana , acessibilidade , redução dos agentes poluidores , são exemplos desta parceria, contribuinte/poder público.

125px-flag_of_nijmegen-svgnijmegen_wapen-svg

nijmegen-holanda

A cidade de Nijmegen ( Holanda ), na Holanda, foi eleita Capital Verde da Europa 2018,  cidade mais antiga dos Países Baixos, com uma longa história ( 2000 anos ), desde o período romano para o Waalsprong , abrangendo uma área de 53,94 km2 ( dos quais 3,94 km2 de água ), com aproximadamente 165.000 habitantes.

nijmegen_panorama_wolken_met_water_en_eiland_2016

Como Nijmegen alcançou esse prêmio,

O Transporte Público :

– A região de Nijmegen tem a concessão mais verde de transporte público da Holanda, pois  é 100% livre de combustíveis fósseis e todos os ônibus do transporte público utilizam biogás, além de 45 trólebus elétricos; 

1373824372nijmegen-netherlands-river-view

– A frota municipal de veículos utilizada pelos funcionários públicos é composta de 72 carros, sendo 70 movidos a biogás e dois elétricos  e 88,7% da população vive a menos de 300 metros do acesso ao transporte público.

1373824444look-17-mt

– O biogás produzido na estação de tratamento de resíduos é utilizado para abastecer veículos locais e uma grande quantidade do biogás utilizado nos ônibus municipais é gerada regionalmente em estações de fermentação; 

As Ciclovias e os estacionamentos de Bikes:

nijmegen2016-2

img_3670-editimages

bikes2

de-oversteek-nijmegen
Em média, cada holandês  possui uma bike e a cidade proporcionou aos ciclistas uma ponte moderna que conecta os subúrbios novos na parte do norte de Nijmegen ao centro de cidade mais velho, onde o vão principal é construído com um arco especial que avista como um plástico, forma tridimensional, semelhante em estruturas crescentes  que se adaptam à capacidade de carga necessária. A técnica utilizada é a da carroceria de um automóvel moderno onde a pele é uma subestrutura são. A ponte é sobre a paisagem do rio Waal com uma vista magnífica no skyline da cidade

nijmegen2016-1

– 5.200 vagas de estacionamento para bicicletas no centro da cidade e 8.700 novas vagas nas estações ferroviárias; 

imagesamsterdam-zuid-04

– O uso do sistema público de aluguel de bicicleta aumentou fortemente , – 43 km de vias cicláveis foram instalados, o que significa aproximadamente 0,7 metros de ciclovia para cada habitante, projeto total prevê 79 Km;

   A quantidade de moradores que vão ao trabalho de bicicleta aumentou de 54% para 64%, entre 2005 e 2013 , simultaneamente, a utilização do carro caiu de 34% para 22%;

afbeelding7

Energia Elétrica :

– O uso da energia elétrica diminuiu 18,7% por pessoa , apesar do aumento de 7.000 hab. no período de 2008 a 2014 , números esses que caíram para 15% o uso da energia na área urbana, em paralelo no setor empresarial e industrial teve queda de 17,3% no mesmo período e a energia de iluminação pública diminuiu     21 %.

– Atualmente, 7% do consumo de energia na área urbana em Nijmegen é gerado localmente e de forma sustentável. O objetivo é ampliar esse percentual para 15% em 2020, através da instalação do parque eólico (2016) e do parque solar (2018);

Diminuição do CO2:

– Empresas e institutos reduziram em 19% as emissões de CO2 desde 2011. 

– Os telhados de edifícios municipais abrigam atualmente 1.300 painéis fotovoltaicos, gerando 221 MWh ao ano;

– Disponibilidade de subsídios para a instalação de telhados ou fachadas verdes;

– 13 escolas da cidade colocaram mais de 1.500 painéis solares em seus telhados;

– O município ofereceu subsídios para seis companhias de táxi instalarem gás natural em suas frotas, bem como para empresas e pessoa física comprarem scooters elétricas. A própria prefeitura já conta com 11 bicicletas elétricas e 11 scooters elétricas para o transporte relacionado com o trabalho dos funcionários públicos;

– Os pontos de carregamento para carros elétricos em espaços públicos estão sendo expandidos constantemente; 

O Lixo Urbano:

Nijmegen está a caminho de atingir a meta de 75% de reutilização até 2020;

– Em 2014, a cidade alcançou 67% de reutilização dos resíduos domésticos , sendo a geração de resíduos por habitante diminuiu de 479 kg, em 2009, para 409 kg, em 2014 (-14%).

. A reutilização dos resíduos como matéria-prima aumentou de 59,4% (2009) pra 67,4% (2014) , sendo 15.000 toneladas de resíduos orgânicos por ano, transformando esse material em 4.500 toneladas de adubos para a agricultura e horticultura, além de 500.000 m³ de biogás, a mais de 20 anos não se utiliza pesticidas na manutenção de áreas verdes; 

Áreas Verdes – Educação e Preservação :

valkhof-parkvalkhof-park-1

Valkhof Park

– 95% dos moradores têm uma área verde a 300 metros de sua residência e a  educação para preservar já vem da educação infantil com 31.000 crianças em idade escolar já participaram de atividades de educação ambiental, para preservação e conservação da natureza;

Programas de ampliação das áreas permeáveis da cidade , como exemplo de antigos estacionamentos para carros foram transformados em parques e muitas árvores foram plantadas na cidade e diversos muros e fachadas verdes foram instalados;

Fontes:

European Green Capital , Nijmegen is 2018 European Green Capital 

Entenda melhor qual cidade europeia pode participar do Prêmio Capital Verde da Europa,

Todas as cidades dos países europeus com mais de 100 mil habitantes podem concorrer ao prêmio.

Os vencedores anteriores não podem candidatar-se durante 10 anos após a detenção do título de Capital Verde da Europa.

Cidades vencedoras

2017: Essen

2016: Liubliana

2015: Bristol

2014: Kopenhagen

2013: Nantes

2012: Vitoria-Gasteiz

2011: Hamburgo

2010: Estocolmo

A importância de ganhar esse título ou mesmo concorrer no decorrente ano é a projeção do Turismo , repercussão internacional ,atrativos para investidores estrangeiros e o orgulho de quem mora na cidade e a esperança para quem um dia querer morar e curtir a Qualidade de Vida consagrada.

european-green-capital

CAPITAL VERDE PARA 2019,

Cerca de 28 cidades europeias, grandes e pequenas, de toda a Europa anunciaram

A sua candidatura à Capital Verde Europeia de 2019

Capital Verde Europeu :

Arad, Romênia

Lisboa, Portugal

Bolonha, Itália

Oslo, Noruega

Florença, Itália

Pécs, Hungria

Funchal, Portugal

Sevilha, Espanha

Ghent, Bélgica

Estrasburgo, França

Kamëz, Albânia

Tallinn, Estônia

Lahti, Finlândia

Wroclaw, Polônia

As principais medidas que os jurados profissionais julgam após o prazo concebido, que as cidades têm quando selecionadas, dois anos antes para concorrerem ao título de Cidade Verde Europeia são as seguintes:

·         Alterações climáticas: mitigação e adaptação

·         Transporte local

·         Áreas verdes urbanas que incorporam o uso sustentável da terra

·         Natureza e biodiversidade

·         Qualidade do ar ambiente

·         Qualidade do ambiente acústico

·         Produção e gestão de resíduos

·         Gestão da água

·         Tratamento de água poluída

·         Eco inovação e emprego sustentável

·         Desempenho energético

·         Gestão ambiental integrada

Veja matéria publicada em Publicado em 03/05/2016

https://engvagnerlandi.com/2016/05/03/capital-verde-da-europa-2018-die-lebensqualitat-in-europaischen-stadten-%e3%83%a8%e3%83%bc%e3%83%ad%e3%83%83%e3%83%91%e3%81%ae%e9%83%bd%e5%b8%82%e3%81%ab%e3%81%8a%e3%81%91%e3%82%8b%e7%94%9f/

Deixe seu recado ou comentário que o mesmo será respondido e publicado,

Obrigado !!!

Sobre engvagnerlandi

Engenheiro Civil , formado Pela Faculdade de Engenharia São Paulo na capital paulistana , Especialista em Uso e Ocupação do Solo , Plano Diretor e Aprovações de Projetos e Licenciamentos na Grande São Paulo. Tem o Urbanismo como convicção , sempre defendendo uma Melhor Qualidade de Vida para os bairros de SAMPA
Esse post foi publicado em REVITALIZAÇÃO URBANA e marcado , , , . Guardar link permanente.

Obrigado pela sua participação!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s