Av.Celso Garcia – Tatuapé -Zona Leste – Câmara Municipal de SP

Tatuapé – O bairro mais privilegiado da Zona Leste,

….. mas esquecido pela atual administração !!!

RSCN1490Opinião – Eng. Urb.Vagner Landi

FOTO :Dallas – Texas – USA

Tatuapé – Zona Leste da capital paulistana , merece uma Intervenção Urbana ,

Clique abaixo e veja detalhes abaixo na matéria sobre esta ideia de projeto que profissionais da área elaboraram para nosso futuro prefeito João Dória e para os vereadores da cidade de São Paulo , para modernizar o transporte público nas principais avenidas e vias expressas da capital paulistana,

tatuape-vista

Tatuapé com seus 8,2 km2 , um dos mais altos metros quadrados de construção da capital paulistana, considerado um dos bairros melhor para se morar em relação a infraestrutura , mas não em relação ao índice estabelecido pela Organização Mundial da Saúde que é de 12 m2, contra 3,86 m2 por habitante do nosso bairro

As mudanças urbanísticas aconteceram desde a década de 1980 , com grandes empreendimentos imobiliários pela iniciativa privada , não acompanhado pelo poder público em manutenção de ruas, praças , escolas , postos de saúde e outros.

Vivemos nesse bairro , conhecemos pessoas que se foram , pessoas que se esforçaram para o progresso do bairro, pessoas que vieram morar e constituir família , tornando o bairro mais jovem e cheio de alegria .

loga Gazeta

Pessoas como Romano Neto fundador da Gazeta do Tatuapé que tanto lutou pelo progresso do nosso bairro e do meu Pai Gaetano Landi Filho que prestamos essa homenagem

romano-netoRomano Neto

Gaetano Landi Filho ( MEU PAI ),com  figuras ilustres nos meados dos anos 80 plantando uma muda de Flaboyant na praça Silvio Romero ao lado de Antonio Giaquinto, Vereador Alfredo Martins,Silvinho,Flavio Gazarra e Chico Thomas

Em reforma da Igreja Nossa Senhora da Conceição com figuras ilustres como Joaquim Martins,Alfredo Martins,Francisco Nieto Martins,Waldomiro Gazarra e Gaetano Landi Filho , imagens estas que lembram a luta desses antigos moradores do bairro que alguns já se foram, mas deixaram suas marcas para o progresso do bairro.

gaetano-praca

foto-gaetano-praca-1

Projetos para o bairro na visão do engenheiro urbano Vagner Landi

Avenida Celso Garcia – Revitalização Urbana e Mobilidade Urbana

Um grande problema que vemos nos dias de hoje na avenida Celso Garcia é o grande número de ônibus vindo de vários lugares para um único lugar – Parque D.Pedro ,congestionando a avenida e atrapalhando o transito local sem a definição de um corredor específico.

Landi e sua equipe de arquitetos de seu escritório, elaborou um projeto de implantação de VLT’s – Veículos Leves sobre Trilhos , presentes em todas as principais cidades mundiais ( acesso o link abaixo ) ,na avenida desde o Vale do Aricanduva até o Parque D.Pedro.

vlt-celso-garcia-studio-vc-3d

A ideia principal é o baixo custo com um número bem menor de desapropriações ao longo da avenida e a criação de estações em cada bairro com praças de entretenimento, ciclovias , acessibilidade 100%, lixeiras ecológicas e o mesmo espaço existente hoje na avenida para automóveis.

Os VLT’s sairiam da estação principal Aricanduva ou Parque D Pedro para as estações intermediárias a cada 4 minutos , onde os usuários descem dos ônibus e com o bilhete único entram nos VLT’s a destinos específicos.

Em torno de todas as estações haveriam estacionamentos verticais para automóveis e bikes e mini terminais de ônibus internos nesses bairros.

Além de melhorar a Mobilidade Urbana da região também iríamos revitalizar toda a extensão da avenida tornando-a um shopping a céu aberto , valorizando os imóveis degradados atuais.

Este projeto está registrado sua autoria no CREA e no CAU e cedido a Gazeta do Tatuapé em primeira mão em homenagem a este bairro tão querido da capital paulistana.

 Avenida Salim Farah Maluf

Av S F Maluf

Importante avenida de ligação do litoral paulista até a Rodovia Presidente Dutra , Airton Sena e Fernão Dias precisa ser transformada em Via Expressa sem semáforos com a criação de alças de transposição em pontos estratégicos como a Avenida Vila Ema, Rua da Moóca , Regente Feijó ,Celso Garcia e Rua Ivaí.

Praça Silvio Romero

ch-moradores-silvio-romero-sergio

Marco principal e histórico do bairro do Tatuapé merece uma nova revitalização de paisagismo e estacionamento único para dentro da praça em 45 graus lado em direção à Rua Pe Adelino para desafogar o transito local em horário de pico.

Relocar para dentro do espaço central da praça os Food Truck de Hot Dog’s , tornando como praça de alimentação , pois os mesmos ocupam vagas de autos ao redor da praça e prejudicam as áreas verdes com os banquinhos para as pessoas se alimentarem, tornando um visual desagradável.

Iluminação adequada e grades baixas para proteger os canteiros de jardins da mesma.

Projeto de Intervenção Urbana no transito   

Há muitos anos que não temos um projeto de mudança de direção dasruas internas do Tatuapé. O sentido único na maioria das ruas seria ideal , daria mais agilidade e fluidez e sincronismo nos semáforos.

Também os estacionamentos nas ruas em horários pré-determinados como no bairro de Moema .

O acesso para a Radial Leste poderia ser por duas ruas paralelas no mesmo sentido e duas para subir , proporcionando sincronismo conjunto na caixa de transito.

Outro fator que atrapalha muito mesmo nas ruas existentes de mão única é a largura dos micro- ônibus que viraram iguais aos ônibus em relação a largura , um problema sério da capital paulistana.

Precisamos sim , de mais atitude dos funcionários da prefeitura e da Companhia de Engenharia de Tráfego e mais poder aos subprefeitos para a próxima gestão.

Estamos dispondo aos leitores em nosso Blog para os Jornais Gazeta do Tatuapé e Gazeta da Zona Leste , homenageando mais um ano de vida deste bairro tão querido onde nascemos e convivemos e fazemos parte deste desenvolvimento astronômico a partir de meados dos anos 70/80 , proporcionando aos nossos políticos idéias de projetos sempre focando a Mobilidade , Revitalização e Reurbanização Urbanas , para a Melhor Qualidade de Vida , tão bem defendida no Blog da Política Urbana.

Abaixo apresentamos o estudo realizado pelos profissionais envolvidos no projeto da equipe do eng. urbano Vagner Landi helena-e-vagner

Arquitetos Urbanistas

f-1Paula Zanelato

   1780888_443908135819250_125074139222657888_nEline Souza Araujo

  helena-e-vagner-1 Helena Werneck

  1Hendrigo Maluf

  Design e animação

  imagesVicente Carotenuto Jr

ESTUDO DE REVITALIZAÇÃO E EXPANSÃO SÓCIO ECONÔMICA DA ZONA LESTE

PROJETO FUNCIONAL – CONCEPÇÃO PRELIMINAR 

A região a ser beneficiada pelo sistema VLT de transporte encontra-se fisicamente na Zona Leste da Cidade de São Paulo. O desenvolvimento residencial que em outras épocas dominou a região, rapidamente foi transformado por uma grande concentração comercial geradora de rendas e empregos.  

Ainda hoje podemos assistir a essa transformação nas ruas que circundam a mais antiga avenida que liga o centro de São Paulo a um dos bairros mais conhecidos da Cidade, a Penha. 

São pouco mais de 8 km de grande desenvolvimento socioeconômico que detém uma completa infraestrutura de apoio aos moradores e comerciantes, não só da região, mas de todos os bairros vizinhos como Brás, Mooca, Belém, Pari, Tatuapé, Vila Maria e Vila Guilherme.

A ideia de reviver e revitalizar parte da Zona Leste trazendo de volta o charme e o prazer de morar ou trabalhar na região e bairros ao redor do Corredor Rangel Pestana – Celso Garcia, tornou-se uma realidade diante dos desafios encontrados pela equipe de desenvolvimento do projeto VLT Celso Garcia.

Em função da grande facilidade em se adquirir bens móveis, como os veículos por exemplo, e a insistente imposição de um transporte ineficiente e poluidor, levam os usuários a optarem pelo transporte particular, já que garante a falsa sensação de conforto e flexibilidade nos horários. Porém, essas sensações não condizem com a realidade uma vez que desconsideram vários fatores de riscos como: assaltos, multas, acidentes, gastos com manutenção em geral dos veículos, e principalmente a contribuição maciça na emissão de gases poluentes. Tudo isso pode ser substituído por um transporte limpo, eficiente, rápido, confortável e seguro como o VLT

A escolha do VLT como meio de transporte, vem de experiências já consagradas em países de primeiro mundo. Um veículo rápido, silencioso, seguro, poluição zero e com as novas tecnologias apresentadas, capaz de captar energia através do sistema APS (alimentação pelo solo) por meio de um terceiro trilho. Este elimina o sistema de catenária, e a necessidade de fiação externa.

Aproveitando essa tecnologia, toda fiação de alimentação dos imóveis no corredor Celso Garcia ficará subterrânea proporcionando um ambiente livre de postes e geradores, dando lugar a árvores e vegetação.

DEFINIÇÃO DA ÁREA DE ESTUDO

Considerando as características da região, a área de estudos se estende por um raio de 6.000 metros em torno das Avenidas Rangel Pestana e Celso Garcia. A ideia é integrar toda região através de um eixo principal de transporte, como uma espinha dorsal conforme mostra a imagem 01, e a partir dele, transportar os usuários aos bairros, tornando rápido e agradável o transporte até o local desejado. 

Toda região é composta por grandes universidades, teatros, hospitais, parques, subprefeituras, shoppings e feiras livres. 

O comércio é totalmente diversificado, não só na Avenida Celso Garcia, mas em toda região. 

Características do Tatuapé e bairros vizinhos,

 Brás,( 3,5 km2 )

Abriga grandes atacadistas de calçados e produtos típicos do norte, é também um ponto de encontro de pessoas que chegam todos os dias do Norte e Nordeste do Brasil. Ali eles conseguem colocação profissional, se orientam para achar parentes e começam a se familiarizar com a cidade. Lembrando ainda que ali se encontra uma das mais importantes estações de trens de São Paulo, a Estação do Brás. 

 Pari ( 2,9 m2 ),

Considerado o refúgio dos comerciantes de vestuários, concentra o maior número de fabricantes de roupas, cama, mesa e banho. Pelo menos duas vezes por semana recebe grandes caravanas de ônibus vindos de todos os estados deixando ali uma boa parte de todo dinheiro arrecadado com a venda desses produtos em todo país, e retornam aos seus estados carregados de mercadorias. 

 Moóca ( 7,7 km2 ),

Abriga um grande número de escolas, universidades, teatros, shoppings, o Parque da Mooca, praças, restaurantes hospitais e muito mais. A Avenida Paes de Barros, um corredor que liga os bairros do Brás e Belém diretamente ao sistema de mono trilho na Avenida Luiz Ignácio Anhaia Mello e ao sistema Anchieta – Imigrantes, já conta com via exclusiva de transporte coletivo, mas totalmente obsoleto, e que é merecedora de estudos para um transporte mais limpo e eficiente no futuro. 

Tatuapé ( 8,2 KM2 ),

Um bairro em plena expansão, também conta com grande número de bares, restaurantes, praças, comércio em geral e hospitais. Hoje, o Tatuapé é um dos bairros mais valorizados de São Paulo, com diversos condomínios de alto padrão concluídos, em lançamentos ou em construção. Apesar disso, tem um baixo índice de áreas verdes por habitante, estimado em 4 metros quadrados, muito abaixo, portanto, dos doze metros quadrados por habitante recomendados pela Organização Mundial de Saúde. Isso é elemento chave para o sucesso do sistema VLT Celso Garcia, que será estudado e implantado em todo seu percurso e se tornar modelo para outras áreas da cidade. 

Vila Guilherme ( 6,9 KM2 ) e Vila Maria ( 11.8 KM2 ),

Polo importante do transporte rodoviário de São Paulo, abrigando o maior número de empresas de transporte da cidade. A grande maioria ocupa grandes áreas capazes de abrigar veículos de grande porte, e assim gera uma receita bastante considerável ao município, sem contar o grande número de empregos diretos e indiretos gerados por essas empresas como oficinas, bares, pequenos hotéis e restaurantes na região. O Shopping Center Norte está localizado nessa região e junto com ele, um grande número de pavilhões destinados à feiras e eventos que recebem visitantes do mundo todo.

O sistema VLT de transporte da Avenida Celso Garcia, contará com as seguintes modalidades: 

VLT – Metrô – Transporte Municipal – Mini Terminais – Veículos Particulares -Táxis – Ciclovias 

Próximo de cada estação, do VLT Celso Garcia, serão instalados mini terminais dotados de MICRO ÔNIBUS que farão a circulação pelos bairros e corredores, onde as ruas mais estreitas não comportam veículos de transporte convencional como ônibus. Isso fará com que o transito flua mais rápido.

celso-garcia-8

 Os bairros ao redor da Avenida Celso Garcia, já contam com sistema do Metro e terão seus acessos a partir do sistema, através dos minis terminais que terão linhas diretas à essas estações, incluindo linhas diretas até o mono trilho na Avenida Luiz Ignácio Anhaia Mello e do lado oposto, até o terminal Rodoviário Tietê. 

 Na Avenida Celso Garcia, o sistema VLT terá total prioridade nos cruzamentos através de semáforos acionados automaticamente com a aproximação do veículo VLT. Além disso, o operador do VLT tem total controle sobre o veículo, aumentando ou diminuindo a velocidade, ou parando se for o caso. A viagem no VLT tem que ser ininterrupta e rápida. 

O antes degradado e o depois revitalizado

celso-garcia-10

celso-garcia-11

Os veículos particulares e taxis terão circulação normal pelo sistema como é hoje e com direção única sentido centro – bairro. Uma vez que o nível do Veículo VLT é o mesmo do leito carroçável, poderá em caso de emergência, dar lugar aos veículos de socorro como ambulâncias, resgate, bombeiros e polícia em qualquer sentido de direção sem atrapalhar sua circulação, lembrando que a região mantém um grande número de hospitais e prontos-socorros. Os usuários de veículos particulares, no entanto, terão a opção de fazer o trajeto até seu destino através de vias secundárias que terão a mão de direção reestudada. Mas um primeiro estudo já mostrou que mais de 90% manterão o sentido atual. A ideia da equipe de projeto é interferir o mínimo possível no costume da população local.

celso-garcia-13

 Os minis terminais. Sua função é oferecer um meio de transporte rápido e eficiente. Levar os usuários do sistema VLT até os centros dos bairros, estações de metrô, terminais rodoviários, universidades, praças e hospitais em linhas exclusivas. Como exemplo, em horários de pico e início de aulas em uma determinada escola, o micro-ônibus parte a cada tempo do mini terminal conforme a demanda escolar e leva os alunos até a escola. 

Com a crescente demanda de ciclistas nas grandes cidades, uma ciclovia totalmente sinalizada e segura está prevista para integrar o sistema VLT Celso Garcia. Ocupando uma faixa entre o VLT e o meio fio do passeio no lado norte da avenida, sua largura será superior a 3 metros já prevendo um crescente número de usuários desse sistema de transporte. Com essa localização, a segurança do ciclista é garantida já que o VLT separa a ciclovia do leito carroçável destinado aos veículos 

celso-garcia-12

 Seguindo as normas da ZMPP (Zona de Máxima Proteção ao Pedestre) da CET, principalmente no que se refere o artigo 70, em todo percurso da avenida terão placas orientando motoristas, pedestres e ciclistas, assegurando as prioridades e direitos. Em cada estação, painéis explicativos mostrarão aos usuários os direitos e deveres dos motoristas, ciclistas e pedestres, educando e garantindo sua segurança.

IMPLANTAÇÃO E AS ÁREAS OCUPADAS PELO SISTEMA VLT 

Vários núcleos de apoio ao sistema VLT serão implantados:

 ESTAÇÕES – MINI PRAÇAS – BASE MÓVEL COMUNITÁRIA – PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO – SANITÁRIOS – ÁREA ARBÓREA – ESTACIONAMENTOS VERTICAIS  

celso-garcia-3

celso-garcia-1O traçado escolhido prioriza o usuário do transporte público. Ocupando uma linha central na avenida, algumas áreas terão que ser desapropriadas para abrigar as estações que serão totalmente cobertas e climatizadas proporcionando o conforto ao usuário. Para isso, nesse ponto, a avenida terá que ter uma largura máxima de 25 metros. No restante do traçado, 17 metros serão suficientes para implantação do sistema VLT.  Tanto as estações como as minis praças, têm seus locais definidos considerando a desapropriação de imóveis degradados ou abandonados. 

celso-garcia-9

Os estacionamentos verticais completam a ideia do projeto. Neles, o usuário de veículo particular, moto ou bicicleta poderá estacionar 24 horas por dia com total segurança enquanto trabalha ou passeia pela avenida ou região. Além do valor acessível para estacionar, o usuário terá ali um painel com todas informações necessárias para usufruir do sistema VLT com trajetos e linhas direcionadas ao seu destino, incluindo a aquisição dos bilhetes necessários para embarque. A ideia é justamente diminuir o número de veículos na rua e fazer com que o usuário descubra que é muito mais barato e seguro o uso do transporte urbano. Por isso a preocupação de implantar um sistema eficiente e agradável. 

celso-garcia-4

Antes – Atual

celso-garcia-5

Depois

Em todo percurso da avenida, inúmeros imóveis fazem parte da história da cidade e da região. Alguns tombados pelo patrimônio histórico, antigas paróquias Católicas e outros recém construídos para abrigar grandes centros religiosos. Todos serão preservados.  A equipe de planejamento acredita que podemos conciliar o desenvolvimento com o patrimônio histórico cultural da cidade, mantendo viva a memória local. Alguns desses imóveis poderão abrigar pequenos museus administrados pela iniciativa privada e por associações de bairro.  

celso-garcia-2

As mini praças são pontos chave do projeto como um todo. Com arborização projetada por paisagistas urbanos e em conjunto com a equipe de projetos, os órgãos competentes definirão a praça de alimentação, local de sanitários e implantação de base móvel comunitária de polícia. Além do piso em concreto permeável capaz de absorver água da chuva e armazenar em reservatórios para posterior reuso, as minis praças contarão com lixeiras ecológicas subterrâneas, sistema já testado e aprovado pela população em outras cidades. Quanto à praça de alimentação, a equipe de projetos optou pelo sistema foodtruck, em plena expansão e que já conta com legislação própria no Estado de São Paulo regulamentada pelas normas Sanitárias e de segurança (Bombeiros) do município.

O antes degradado e o depois revitalizado

celso-garcia-6

celso-garcia-7

CONSIDERAÇÕES NA ESCOLHA DO SISTEMA 

Seguindo informações divulgadas pela Folha de São Paulo, baseados em fontes da Secretaria dos Transportes Metropolitanos, Monorail Society e Peter Alouche (consultor), a equipe de projetos optou pelo sistema VLT não por acaso. A Tabela abaixo justifica:

Sistema Transp.            Capac.Pass(Milhar/Hora/Sent.)                  Custo (Milhões de US$/Km)

Ônibus Conv.                                         10 / 20                                                Menos de 5

BRT                                                         15 / 30                                                 15 a 20

VLT                                                         15 / 35                                                  20 a 60

Metro Leve                                           25 / 45                                                  40 a 80

Mono Trilho                                         15 / 35                                                  80 a 100

Metro                                                    60 / 80                                                  200 a 300  

A equipe considerou não somente o custo de implantação do sistema, mas também o custo benefício a longo prazo e principalmente o conforto do usuário e o respeito ao meio ambiente. O VLT polui zero, não emite gases poluentes e é quase totalmente silencioso, deixando mais agradável o transito de pedestres, ciclistas e até mesmo dos automóveis. 

Além da aparência diferenciada dos veículos VLT, que podem ser padronizados e estilizados conforme as exigências da região em que opera, a composição atrai o usuário ao uso desse sistema e promove uma viagem agradável, rápida e segura.

Consideramos também que, em todo o trajeto, o VLT circulará sobre piso permeável, o que permite total absorção da água da chuva.    

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM VÁRIAS TECNOLOGIAS 

Artigo publicado pela CCR em estudo preliminar e provisório para implantação de VLT na região portuária e centro do Rio de Janeiro sobre pesquisa da RATP, empresa Parisiense responsável por boa parte do transporte público em Paris, incluindo várias linhas de Tramway’s , com novos veículos e novas tecnologias energéticas. Lembrando que o metro de Paris e a preocupação com transporte Urbano já completou 115 anos de existência e merece o respeito pelas pesquisas e informações prestadas.   

fonte RATP (Régie Autonome des Transports Parisiens)       

Tecnologia                           Emissão de CO2                                                  Consumo de Energia

                                                                                                                               Petróleo equivalente

                                                (grama por pass./Km)                                    (grama por pass./Km)                                                                                                       

 

Automóvel                                      201,0                                                                                57,0

Ônibus – Paris                                120,0                                                                                35,0

Ônibus Metropolitano                  89,0                                                                                 26,0

TramWay – T1                                 4,9                                                                                    8,2

Metro                                                4,0                                                                                    6,7

RER (rede ferroviária )                 3,9                                                                                    6,5

TramWay – T2                                 2,6                                                                                    4,0

O viaduto sobre a avenida Salim Farah Maluf que constava na Operação Urbana Celso Garcia , o qual foi excluído do atual Plano Diretor Estratégico , retorna neste projeto , beneficiando todo o transito local e aos VLT’s

celso-garcia-15

celso-garcia-14

CONSIDERAÇÕES FINAIS PARA ESTUDO PRELIMINAR 

O sucesso da implantação do sistema VLT da Avenida Celso Garcia, depende da formação viária, do fluxo de veículos particulares, da demanda de usuários do sistema, da implantação de áreas verdes seguindo as determinações da Organização Mundial de Saúde, do conforto proposto ao usuário e dos veículos VLT a serem escolhidos para compor o sistema.

O número de veículos VLT a ser adotado, ainda está em estudo, em função da velocidade economicamente viável que deverá  trafegar.

A revitalização das Avenidas Rangel Pestana e Celso Garcia, vai garantir um enorme avanço para toda região, não só no âmbito comercial, mas também no âmbito residencial e de lazer.

A equipe de projetos se preocupa com todos os aspectos, de forma que as mudanças possibilitem melhor mobilidade e expansão socioeconômica para a região, fazendo com que ela se torne referência de progresso sustentável.

indicecau

NOTA IMPORTANTE : Este projeto completo está registrado no CREA e no CAU e sua reprodução ou apresentação só será permitido com a autorização dos seus autores.

https://drive.google.com/file/d/0B1L74Sh8xV7HdWNiRFdFVjJLcEE/view

Abaixo vejam fotos de VLT’s em várias cidades do mundo em fotos tiradas pela equipe do engenheiro urbano Vagner Landi,

dscn06491

Praga – República Tcheca

dscn1491

Dallas – Texas – USA

dscn0034

Amsterdam – Holanda

dsc02491

Zagreb – Croácia

dsc01056

Barcelona – Espanha

Canal Street__ New Orleans

New Orleans – USA

images

Roma – Itália

Viagem Portugal 563

Cidade do Porto – Portugal

Viagem Portugal 142

Belém – Lisboa – Portugal

dscn0221

Viena – Austria

loga Gazeta

A Gazeta do Tatuapé e Gazeta da Zona Leste começará dar enfoque ao excelente projeto criado pela equipe do engenheiro urbano Vagner Landi, para Revitalização da Avenida Celso Garcia com a implantação dos VLT ‘s,que poderá servir como ideia para o próximo prefeito da nossa capital , além de contribuir para a redução da poluição local por não haver a possibilidade do transito dos poluentes ônibus no trecho, substituídos pelos Veículos Leves sobre Trilhos,que não poluem em nada tanto no ar como sonoro , além do principal em devolver a esta avenida seu auge dos anos 60 , transformando-a em um shopping a céu aberto ,com o incentivo da construção civil na verticalização de edificações comerciais e residenciais para a região.

Veja link abaixo a ser publicado em breve,

VLT na Avenida Celso Garcia

 

Deixe seu comentário , que o mesmo será respondido e publicado por nossa equipe, Obrigado !!!!

 

 

 

 

Sobre engvagnerlandi

Engenheiro Civil , formado Pela Faculdade de Engenharia São Paulo na capital paulistana , Especialista em Uso e Ocupação do Solo , Plano Diretor e Aprovações de Projetos e Licenciamentos na Grande São Paulo. Tem o Urbanismo como convicção , sempre defendendo uma Melhor Qualidade de Vida para os bairros de SAMPA
Esse post foi publicado em POLITICA URBANA, REVITALIZAÇÃO URBANA e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Av.Celso Garcia – Tatuapé -Zona Leste – Câmara Municipal de SP

  1. Pingback: Veículos Leves sobre Trilhos – VLT’s -Revitalização Urbana em São Paulo | Engº Vagner Landi – Blog Urban Policy and Quality of Life

Obrigado pela sua participação!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s