Incendio em Favelas-O submundo da habitação na capital paulistana

Favelas o submundo da habitação na capital paulistana

Habitação Popular – O Déficit deve ser zerado em 2014

O novo Plano Diretor de São Paulo, foi criado em 2002 com prazo para ser revisado até 2012, já estamos em 2011 e aí!… nossos políticos…?

Um importante instrumento do poder públicos são os Planos Diretores, que podem distribuir melhor os investimentos para as diferentes e contraditórias regiões da capital paulistana.

 A distribuição dos investimentos não condiz com uma regra básica no Plano Diretor, que é a geração de emprego perto da moradia, facilitar e aprovar um projeto e licenciá-lo rapidamente dentro das regras dos planos diretores estratégicos para cada subprefeitura.

As habitações populares em Zonas de Interesse Social têm que serem intensificadas e proporcionar uma vida mais digna para os menos favorecidos, mas para isto não é só construir Habitações Populares e entregar apenas os prédios simplesmente e sim dentro do complexo ter uma escola ou creche, posto de saúde e ambulatório, pequenos espaços comerciais, estacionamentos, para dar uma vida digna a estes pais ou mães de famílias que merecem muito nosso respeito. Não fazendo como se deve, estes condomínios viram novamente favelas de maneira vertical.

Podemos notar atualmente as construções de Habitações Populares na Avenida Roberto Marinho na zona sul de São Paulo, contemplando a Operação Urbana Água Espraiada, que vai desapropriar 19 favelas do entorno dos bairros do Jabaquara, Campo Belo, Brooklin e Itaim

Colocando em ação todas as Operações Urbanas previstas no Plano Diretor, seria muito bom, mas a morosidade dos nossos governantes não vai ao encontro de ajudar a criar desenvolvimento urbano.

Revitalização e urbanização para regiões decadentes, gerando novos empreendimentos através de parcerias entre poder privado e poder público, proporcionando através de incentivos que estão vindos do governo federal através da Proposta de Emenda Constitucional 285, a chamada

PEC da Moradia Digna

A PEC 285, da forma como foi aprovada pela Comissão Especial da Câmara, prevê a destinação de 2% das receitas com impostos federais e 1% da arrecadação dos estados e municípios à habitação de interesse social, pelo prazo de 20 anos.

 Vejam a seguir dados importantes que o engenheiro urbanista Vagner Landi expõe a todos:

– Três milhões de pessoas vivem precariamente em SP

– Prioridade é a urbanização das favelas e que os três níveis de governo têm que se juntar para consolidar estratégias para uma política nacional de habitação

Déficit da Habitação Popular na cidade de São Paulo :

– 700 mil novas moradias devem ser construídas na capital paulistana até 2014, previsto pela PEC-Proposta de Emenda Constitucional 285.

– Adequação de 670 mil cortiços com reforma para melhor higiene e habitabilidade.

– 390 mil famílias precisam de um lar digno e respeitoso.

– 92 mil moram em áreas de risco ou em terrenos que serão desapropriados pelo governo, onde 60 % estão em praças ou parques públicos

– A saúde, educação, transporte, cultura, lazer, abastecimento e emprego, são primordiais para um país digno, pois homens ou mulheres que lutam para dar o melhor a seus filhos e para lhes oferecer perspectivas de um futuro melhor são tudo para alavancar este Brasil que tanto amamos, mas enquanto não der um BASTA NA CORRUPÇÃO, não conseguiremos.

 Catástrofes em Favelas de São Paulo e outras regiões do País:

 

 

 

 

Hoje 14 de novembro de 2011, o engenheiro urbanista Vagner Landi foi entrevistado pelo SBT no jornal da manhã pela repórter Patrícia Rocha, sobre o assunto Incêndio em Favelas.

http://www.sbt.com.br/jornalismo/noticias/?c=12408&t=SP:+moradores+de+favela+incendiada+esperam+ajuda+da+prefeitura

 

– Patrícia Rocha, perguntou ao engenheiro, como a prefeitura poderia evitar estas catástrofes que causam a morte de várias pessoas.

 

– Vagner, respondeu que para evitarmos estas catástrofes que acontecem anualmente em favelas como incêndios, poder-se-ia criar rotas de fugas com larguras suficientes para entrada de carros do Corpo de Bombeiros, caminhões pipa, ambulâncias.

Se no local não houver projeto para Habitação Popular a prefeitura poderia atribuir entrada de força básica, evitando-se assim gambiarras de eletricidade, sistema de esgoto básico e água encanada, até a construção de habitações populares no local.

Outro fator que o engenheiro defende a anos são as Operações Urbanas previstas no Plano Diretor,que são projetos elaborados pelo Executivo e que nelas contemplam 20% dos investimentos pela iniciativa privada em parceria com a prefeitura em habitações populares de interesse social.

Este assunto é muito importante para reurbanização e revitalização de São Paulo, pois o social está acima de tudo para uma melhor qualidade de vida nesta cidade que cresceu e abrigou a todos, vindo de todas as regiões do Brasil e partes do mundo, que tiveram filhos, netos e agora estamos nesta situação que se pode passar por desesperadora e temos que correr contra o tempo e contra a marginalidade.

O Jornal do SBT Manhã, apresentado por Hermano Henning e por Analice Nicolau, faz parte da programação da emissora desde o dia 19 de setembro de 2005.

Sobre engvagnerlandi

Engenheiro Civil , formado Pela Faculdade de Engenharia São Paulo na capital paulistana , Especialista em Uso e Ocupação do Solo , Plano Diretor e Aprovações de Projetos e Licenciamentos na Grande São Paulo. Tem o Urbanismo como convicção , sempre defendendo uma Melhor Qualidade de Vida para os bairros de SAMPA
Esse post foi publicado em POLITICA URBANA, Uncategorized e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Incendio em Favelas-O submundo da habitação na capital paulistana

  1. Pingback: Incêndio no Terminal de Combustíveis em Santos – Engenharia de Segurança no Brasil-Safety Engineering in Brazil | Eng. Urbanista Vagner Landi

  2. Pingback: Favelas,Incêndios,Desabrigados,Obras Irregulares,Invasões e Agressões ao meio ambiente. | Eng. Urbanista Vagner Landi

Obrigado pela sua participação!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s